Tratamento de Canal

O tratamento de canal repara e preserva um dente bastante danificado ou contaminado ao invés de extraí-lo. O procedimento envolve a remoção da área contaminada do dente, limpeza e desinfecção; em seguida, o dente é obturado e selado. As causas comuns que causam uma infecção dentro do canal do dente são fraturas, cárie profundas, tratamentos dentários repetitivos ou traumas. O termo “tratamento de canal” vem da limpeza dos canais no interior da raiz do dente.

Antigamente, tratamentos de canal eram dolorosos. Hoje em dia, com os avanços odontológicos e anestésicos, a maioria das pessoas sente pouca ou nenhuma dor com tratamento de canal.

Um tratamento de canal consiste em uma série de passos que, dependendo da situação, podem exigir mais visitas ao consultório odontológico. Esses passos incluem:

  • O endodontista examina os dentes e pode solicitar uma radiografia. Após a avaliação, é marcada uma consulta para o início do tratamento.
  • Um dique de borracha é normalmente posicionado sobre o dente afetado para isolá-lo e mantê-lo livre de saliva.
  • O endodontista pode remover a polpa contaminada de um dente, procedimento chamado pulpectomia.
  • A seguir, a câmara da polpa e os canais da raiz são limpos e preparados para inserção de um material de preenchimento, chamado de guta-percha.
  • Caso mais de uma visita seja necessária, coloca-se uma restauração temporária na abertura da coroa para proteger o dente entre as visitas ao consultório.
  • Na etapa final, coloca-se uma coroa sobre o dente para restaurar sua forma e aparência natural. Caso o dente esteja quebrado, pode ser necessário um pino para arrumá-lo antes de posicionar uma coroa.

Muitas pessoas têm medo de que um tratamento de canal seja doloroso, algo que era verdade no passado. Agora, com técnicas anestésicas e cirúrgicas avançadas, fazer um tratamento de canal é tão tranqüilo quanto fazer uma restauração. Normalmente, dentes com lesões muito profundas são os causadores de dor no dente, e um tratamento de canal pode ser a solução para este problema. Caso não seja tratado, a polpa infectada pode causar um abscesso no dente e pode destruir o osso ao redor dele.

Um dente tratado e restaurado pode durar uma vida inteira, quando bem cuidado. Tratamentos de canal possuem altas taxas de sucesso e são significativamente mais baratos que métodos alternativos, como extração de dente e substituição de ponte ou implante.

Porém, cárie dentária pode ocorrer mesmo em dentes tratados. É necessário ter uma boa higiene bucal e fazer exames dentários regulares para prevenir problemas.

Para determinar se o tratamento de canal foi bem sucedido ou não, os dentistas costumam comparar novos exames de radiografia com os feitos antes do tratamento. Essa comparação revela se o osso continua reabsorvido ou está se regenerando.

Normalmente, uma infecção que não foi totalmente removida é a principal causa para um tratamento endodôntico mal-sucedido. Nestes casos, é feita um retratamento endodôntico, procedimento em que a obturação é removida e um material de preenchimento novo é inserido.

 

Fonte: Colgate

Entre em contato conosco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.