Radiografia panorâmica

A Radiografia Panorâmica é um importante exame radiográfico utilizado para o diagnóstico e planejamento terapêutico das doenças dos pacientes e ossos da face. É uma das técnicas radiográficas mais solicitadas e difundidas em todas as especialidades da Odontologia, onde a visualização de todos os elementos dentais e suas estruturas anatômicas são de fácil compreensão para o dentista.
O critério para a seleção de um exame radiográfico deve obter o equilíbrio entre o melhor diagnóstico e a menor dose de radiação admissível.

A Radiografia Panorâmica consegue em uma só imagem uma cobertura anatômica muito extensa. As estruturas visualizadas na radiografia são as seguintes:

  • Ramos e ângulos mandibulares;
  • Articulação temporomandibular;
  • Processo estilóide;
  • Limites superiores e posteriores dos seios maxilares;
  • Bordas inferiores das órbitas;
  • Estruturas anatômicas visualizadas no exame radiográfico intrabucal (dentes, processos alveolares e os limites inferiores dos seios maxilares).

PERGUNTAS FREQUENTES

 

Por que realizar a Radiografia Panorâmica?

É um exame útil e bastante prático para complementar o exame clínico no diagnóstico das doenças dos dentes (cáries ou doenças endodônticas) e dos ossos da face. Através desse exame, o dentista pode visualizar os dentes de uma só vez, inclusive os que ainda não estão erupcionados. Cáries, fraturas dentais, infecções ou outras doenças dos ossos que sustentam os dentes podem ser visualizadas e, muitas vezes diagnosticadas.

 

Além do diagnóstico das lesões dentais, quais as outras indicações das Radiografias Panorâmicas?

Praticamente no diagnóstico de todas as lesões dos ossos da maxila e mandíbula. Através desse exame, pesquisam-se reabsorções ósseas e radiculares, cistos, tumores, inflamações, fraturas pós-acidentes, distúrbios da articulação temporomandibular (que causam dor na região de ouvido, face, pescoço e cabeça) e sinusite. É comum solicitá-lo também como exame pré-operatório em cirurgias dos dentes e ossos.

 

Nas crianças, quando são indicadas as Radiografias Panorâmicas?

Em Odontopediatria, esse exame tem amplas indicações, tanto na prevenção como no diagnóstico de distúrbios dentais e faciais.

O Odontopediatra pode fazer o “pré-natal” dos dentes, examinando-os mesmo antes que eles erupcionem, podendo analisar sua localização, forma, angulação e a presença de dentes extranumerários (dentes que excedem o número normal) ou agenesia (falta do germe dentário) e assim prevenir ou atenuar futuros problemas estéticos e/ou relacionados à Articulação Têmporo Mandibular (ATM). O estudo dos ossos na procura por lesões intra-ósseas, como cistos e tumores, também faz parte de uma boa odontologia preventiva.

Existe algum perigo quando se realiza a Radiografia Panorâmica?

Atualmente, com os modernos aparelhos de raios X, a proteção dos aventais de chumbo e os filmes mais sensíveis, esse método é bastante seguro. Nas mulheres grávidas, optamos por realizá-lo depois do terceiro mês de gestação ou após o parto, dependendo da necessidade do caso e sempre observando as medidas de segurança.

 

A Radiografia Panorâmica é um exame caro?

Não. Se compararmos os benefícios que ele proporciona, veremos que o preço é acessível para a população. Além das clínicas particulares, existem órgãos públicos e faculdades de Odontologia que dispõem de aparelhagem necessária para realizá-lo.

 

Em quais momentos é necessário realizar uma Radiografia Panorâmica?

As principais indicações desta radiografia são:

  • Avaliação ortodôntica, para conhecer o estado da dentição e a presença / ausência de dentes;
  • Avaliar lesões ósseas ou dentes que ainda não nasceram;
  • Previamente a uma cirurgia buco-maxilo-facial;
  • Como parte da avaliação do suporte ósseo periodontal;
  • Avaliação dos dentes terceiros molares (dentes do siso, ou do juízo), para o estudo da necessidade ou não de extração;
  • Avaliação de fraturas em todas as partes da mandíbula;
  • Planejamento pré-operatório;
  • É utilizado também para verificar anomalias dentais, patologias, anatomia, entre outros.

 

Qual é o risco de não realizar a Radiografia Panorâmica?

A falta de de uma radiografia panorâmica pode interromper um tratamento odontológico. Ela é uma importante ferramenta para que o dentista possa diagnosticar problemas bucais. A falta da radiografia pode levar a:

  • Mau diagnóstico da arcada dentária;
  • Falta de clareza da situação óssea;
  • Dificuldade de planejamento, extensão do prazo e possível interrupção do tratamento odontológico.

Entre em contato conosco