Placa de Mordida: Bruxismo

Muitas pessoas não sabem, mas a dor de cabeça e pescoço pode ser uma reação do corpo por tensões e estresse do dia a dia, ou pode prover de causas anatômicas, como assimetrias faciais, falta de dentes, dentes não alinhados ou outros. Essas dores são acarretadas devido a força excessiva que é colocada inconscientemente sobre a articulação responsável pelos movimentos de abertura, fechamento e lateralidade da boca (articulação Temporomandibular), e também a sobrecarga aos dentes. Todo esse processo pode, muitas vezes, ocasionar desgastes dos dentes, o que é acarretado por funções como o apertamento ou bruxismo (hábito de ranger os dentes).

Como solução tem-se a confecção de uma placa chamada de Miorrelaxante (ou Placa de Mordida). Esta é um aparelho produzido em silicone ou acrílico e é colocado sobre os dentes, que apresenta como funções principais:

  • Proteção de desgastes dos dentes;
  • Alívio da articulação temporomandibular (que está localizada logo a frente aos ouvidos);
  • E também o relaxamentos da musculatura envolvida em todo esse processo.

 

PERGUNTAS FREQUENTES

 

Por que realizar este tratamento?

Este tratamento além de ajudar na proteção dos dentes para não serem desgastados; aliviar as articulações temporomandibulares (localizadas em frente aos ouvidos); e induzir o relaxamento de toda musculatura envolvida no processo; também ajuda ao paciente uma melhor qualidade de vida, sem dores.

 

Como será feito este tratamento?

Para dar início, deve-se realizar a moldagem dos dentes. Após o modelo pronto, é enviado ao laboratório de prótese e confeccionado a placa, que pode ser de acrílico ou silicone. A placa de silicone é mais confortável, porém é menos efetiva em seu tratamento pois é mais porosa, pode reter mais bactérias causando mau cheiro ou, até mesmo, ser algo que induza o ato de morder a placa, por ser  produzida por um material elástico.

Devido a isso, a placa de acrílico mesmo sendo menos confortável, é a mais indicada na maioria dos casos.

Após a placa ficar pronta, deve-se ser agendada uma consulta para realizar os ajustes necessários.

 

Qual é o risco de não realizar o tratamento?

As dores de cabeça tensionais podem se evidenciar, podendo atingir dores no pescoço, ombros e até ouvido. Período crítico pode ser pela manhã, devido o excesso de força durante a noite; ou de tarde, se a tensão ocorrer durante o dia.

Outro problema decorrente da dor da articulação temporomandibular é a disfunção da mesma. Chamada de Disfunção Temporomandibular (DTM), pode causar ao paciente estalos, travamento da mandíbula, restrição da abertura da boca, ou mesmo desvio para o lado ao abrir e fechar.

Outro risco que pode ser acarretado, é o excesso de desgaste dos dentes, que pode ocasionar retração gengival. E em dentes mais frágeis que já foram restaurados ou tratados, esse ranger pode provocar a quebra do mesmo.

 

Quando a Placa de Mordida deve ser substituída? Ela precisa de manutenção?

Normalmente o tratamento dura cerca de 6 meses, que é o período em que deve ser utilizada a placa. Porém se o paciente vier a sentir dores esporadicamente, a placa pode ser usada quando necessário. Só deve-se substituir a placa se esta vier a fraturar ou apresentar certa quantidade de tártaro. Porém, deve ser ajustada periodicamente, pois conforme a musculatura relaxa ou a placa se desgasta, a mordida se modifica.

 

Como conservar a Placa de Mordida?

Assim que for retirada da boca, a placa deve ser limpa com escova de dente macia pasta de dente ou detergente neutro. Manter dentro de um recipiente com algodão umedecido.

 

Quando a placa é indicada para dor de cabeça?

Constatada que a dor provém da musculatura ou articulação, a placa pode ser coadjuvante ao tratamento, junto a medicamentos ou fisioterapia, em alguns casos.

 

PERGUNTAS PÓS TRATAMENTO

 

Mesmo após realizar o tratamento, quais são as principais recomendações para a prevenção e controle do bruxismo?

Para prevenção e controle, o dentista deve ser consultado regularmente, pelo menos a cada seis meses. Também praticar alongamentos e exercícios físicos, para ajudar no controle da ansiedade e estresse diário e não esquecer o uso concomitante da placa aos itens citados acima.

Entre em contato conosco

mm

Sobre Dra. Giovana Rocha Lamber / CRO-SC 15987

  • Especialização em Estética Orofacial pelo Instituto Odontológico das Américas (IOA) 2017;
  • Monitoria na Clínica da Faculdade de Odontologia de Presidente Prudente (FOPP) da faculdade Oeste Paulista (UNOESTE) na matéria: Clínica Odontológica (endodontia, dentística e periodontia) 2017;
  • Graduação em Odontologia. 2017; Universidade do Oeste Paulista, UNOESTE, Brasil.
  • Estágio como auxiliar em cirurgia odontológica com pacientes com necessidades especiais no Hospital Regional de Presidente Prudente 2016 - 2017;
  • Estágio como avaliadora estomatológica em pacientes oncológicos nos hospitais: Hospital Regional e Santa Casa de Presidente Prudente 2016 _ 2017;
  • Estágio na Clínica da Faculdade de Odontologia de Presidente Prudente (FOPP) da faculdade Oeste Paulista (UNOESTE) 2015 - 2017;
  • Liga Acadêmica de cirurgia e traumatismo Buco-maxilo-facial e Odontopediatria. (Liga Acadêmica) 2015 - 2016;
  • Seminário de pesquisa científica no evento ENEPE, intitulado em: “Avaliação estomatológica de pacientes oncológicos submetidos à quimioterapia” 2016;
  • Seminário de pesquisa científica no evento ENEPE, intitulado em: “Avaliação do efeito antifúngico de um nanosistema composto por nanopartículas magnéticas de óxido de ferro, quitosana e miconazol” 2016;
  • Seminário de caso clínico para a Liga Acadêmica de Cirurgia e Traumatismo Buco-Maxilo-Facial e Odontopediatria - LACTBMFO 2015;